quarta-feira, 8 de junho de 2011

Chevrolet e 500 Milhas de Indianápolis comemoram 100 anos de história

DETROIT – No dia 30 de maio de 1911, Arthur Chevrolet competiu na edição inaugural das 500 Milhas de Indianápolis. Cem anos depois, um Chevrolet Camaro SS Conversível estará à frente da edição 2011 das 500 Milhas de Indianápolis, uma vez que a marca Chevrolet e a emblemática corrida completam seus centenários – e iniciam a contagem regressiva do retorno da Chevrolet à IndyCar em 2012.
“Antes da Chevrolet ser uma marca, Louis Chevrolet e seus irmãos construíram um nome como pilotos de carro de corrida”, declarou Jim Campbell, vice-presidente da GM para Veículos de Alto Desempenho e Motores Esportivos. “Após a Chevrolet ter se transformado numa empresa fabricante de automóveis, Louis e seus irmãos continuaram a correr na Indy”.
“Essa história inclui alguns dos carros mais populares que serviram como Safety Car nas 500 Milhas de Indianápolis, assim como muitas bandeiras quadriculadas venceram sob o poder da Chevrolet,” disse Campbell.  “Com um novo motor de corrida Chevrolet disputando a categoria no próximo ano, a relação entre a Indy e Chevrolet está esquentando novamente.”

1911 - 1920: Louis, Arthur e Gaston Chevrolet competem na Indy
Embora 2011 marque os centenários da Chevrolet e das 500 Milhas de Indianápolis, a ligação entre ambas remonta ao ano de 1905.
Naquele ano, Louis Chevrolet e Carl G. Fisher competiram enquanto viajavam pelo Meio-oeste como intrépidos condutores em exibições de corridas, e a emoção das corridas automobilísticas deu forma às fortunas de ambos.
Em 1909, Fisher começou a montar sua pista de corrida pavimentada com tijolos nas proximidades de Indianápolis, ao mesmo tempo em que Louis Chevrolet tornou-se uma celebridade conhecida nacionalmente por dirigir para a equipe Buick, de Billy Durant.
Impressionado pela habilidade em engenharia de Louis, Durant convidou Chevrolet para ser seu parceiro em projetos automobilísticos, incluindo o projeto de um novo veículo a ser chamado “Chevrolet.” Louis logo deu uma pausa em suas atividades de engenharia para ajudar seu irmão Arthur e prepara um Buick para a corrida inaugural das 500 Milhas de Indianápolis no Circuito de Indianápolis.
Em 30 de maio de 1911, Arthur Chevrolet deu 30 voltas nas primeiras 500 Milhas de Indianápolis antes que problemas mecânicos o obrigassem a abandonar a prova.   Em 3 de novembro de 1911, Louis Chevrolet e Billy Durant incorporaram a Chevrolet Motor Car Co., em Detroit.
Três anos após, Louis Chevrolet vendeu sua participação na empresa automobilística Chevrolet para Duran e mudou-se para Indianápolis, para seguir nas corridas com seus irmãos. Louis competiu na corrida de Indianápolis em 1915, percorrendo o circuito a mais de 80 mph, antes de abandonar a prova em virtude de problemas no motor. Ele retornou para as 500 Milhas de Indianápolis de 1919 com seu irmão Gaston, fazendo campanha para os veículos fabricados pela sua própria empresa, a Frontenac Motors Corp. Louis e Gaston terminaram a prova na sétima e décima posições, respectivamente. Em 1920, Gaston venceu as 500 Milhas de Indianápolis pilotando um Monroe-Frontenac, tornando-se o primeiro condutor a terminar a prova com um único jogo de pneus.
De 1945 até hoje: 22 modelos Chevrolet Atuaram como Carro-Madrinha nas 500 Milhas de Indianápolis
Carl Fisher ditou o ritmo das primeiras 500 Milhas de Indianápolis – em seu próprio carro – porque ele sentiu que uma largada em movimento (rolling start) seria mais segura do que a tradicional. Desde então, as voltas do carro-madrinha que iniciam a corrida tornaram-se uma tradição popular das 500 Milhas de Indianápolis. Neste ano, um Chevrolet Camaro SS Conversível ditará o ritmo das 500 Milhas de Indianápolis – o 22º Chevrolet a fazer isto.
“A Chevrolet ditou o ritmo das 500 Milhas de Indianápolis mais vezes do que qualquer outra marca," declarou Campbell. “O Carro-Madrinha Camaro SS Conversível 2011 traz uma interpretação moderna de um dos mais emblemáticos veículos que já controlaram a velocidade em Indianápolis - o Camaro SS 2969. Achamos que este é um modo justo de celebrar a história da Chevrolet nas 500 Milhas de Indianápolis, enquanto nos preparamos para os nossos próximos 100 anos em Indianápolis.”
O primeiro Chevrolet a ditar o ritmo em Indianápolis, um 1948 conversível, foi conduzido pelo Presidente do Circuito de Indianápolis, Wilber Shaw.
Dez Corvettes serviram como carros-madrinhas nas 500 Milhas de Indianápolis. A primeira aparição foi no aniversário de 25 anos do Corvette, em 1978. Naquele ano, o Wall Street Journal causou uma verdadeira corrida para a aquisição de réplicas do Corvette 1978 Edição Limitada, quando publicou em sua primeira página uma estória sobre o prazer de colecioná-los.
O Camaro SS 2011 será o sétimo Camaro a ditar o ritmo nas 500 Milhas de Indianápolis. O primeiro foi em 1967, o ano do lançamento do Camaro.  O Camaro foi novamente convidado para servir como carro-madrinha na corrida de 1969. O carro-madrinha SS Conversível 1969, com seu capuz arredondado, faixas “Hugger Orange” e acabamento interno especial, tornou-se um carro madrinha emblemático na Indy. Hoje, os colecionadores de Camaro apreciam os exemplares que ainda restam das 3.675 réplicas oficiais montadas em 1969.
O exterior Branco Summit do Carro-Madrinha das 500 Milhas de Indianápolis, um Chevrolet Camaro Conversível 2011, é uma evolução direta do carro de segurança de 1969, enquanto o acabamento interno em couro na cor laranja representa um contraponto moderno ao histórico exterior. Para trazer o visual do carro-madrinha para as ruas, a Chevrolet colocará à venda 500 unidades do Chevrolet Camaro Conversível Indianápolis 500 que serão lançados em breve.
2012: O Retorno da Potência Chevrolet à IndyCar
A Chevrolet participou de competições  na Indy como fabricante de motores, entre 1986 e 1993, e depois entre 2002 e 2005, com motores V8, vencendo 104 corridas, equipando seis campeões e vencendo sete vezes as 500 Milhas de Indianápolis.
No próximo ano, a Chevrolet retornará à IndyCar com um novo motor V6 biturbo com injeção direta que usará combustível Etanol E85. Desenvolvido pela General Motors e pela Ilmor Engineering, o V6 terá uma cilindrada de 2,2 litros, bloco e cabeçote de alumínio e travessa do chassi totalmente reforçada suportando a caixa de mudanças e a suspensão traseira.
O motor Chavrolet IndyCar será disponibilizado a todos os concorrentes, de acordo com os regulamentos da série. Team Penske é a primeira equipe IndyCar a comprometer-se com a potência Chevrolet em 2012. Anteriormente, Team Penske obteve 31 vitórias com motores Chevrolet, incluindo quatro nas 500 Milhas de Indianápolis.

Nenhum comentário: